terça-feira, 28 de julho de 2009

Bateria que me controla o tempo

Faz muito tempo que me controla o tempo.
Faz muito tempo
e com o tempo que faz
amadureci?!
Descobri que a mulher é objeto
que o negro na verdade é preto!
Senão é discriminação
Descobri que a mulata
ah, a bela mulata e sua traseira
lembra a bela traseira da mula!
Descobri que pra ser macho
não basta nascer macho, basta apenas se impor.
Impor sobre quem?
Se impor sobre o quê?
O homem Adão
A mulher Eva
O pecado, a mulher
O erro a mulher
O Deus masculino
Substantivo
masculino.
Só me falta ser branco!
É faz tempo, muito tempo
infelizmente quase nada mudou
a ignorância? Se reafirmou
o retrocesso? A, esse aumentou
o homem? Está a ler o que escrevo e criticar, ortografia, falta de argumento... E por assim vai...
a mulher? Ah, ela a mulata, ou morena, ou loirinha, está a ver novela, a rir da vida, a cuidar da prole, atrás de seu homem, comprando algo, uma jóias talvez. Ela está aqui, e ali, mas nunca está onde devia!
E já faz muito tempo.
chego a me indignar de tanto tempo
que tudo, tudo segue seu rumo
sem jamais relutar!
E o tic-tac bendito de meu relógio
Ele me controla eu sei
enfim o bendito tic-tac
parou?
Acabou?
Morri?
Não, acabou a bateria
e já... já faz muito tempo!...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sem palvras os pontos falam por si

sem palvras os pontos falam por si
...;,?!...

-Miroma-

seja bem vindo ao meu blog leia e critique!
obrigada

Seguidores

Quem sou eu